Preconceito e diversidade

pelos becos da escola inclusiva

Resumo

o presente busca discutir o papel da escola na desconstrução de estereótipos negativos relacionados às culturas não brancas e apontar alguns caminhos possíveis para a abordagem dos conteúdos elencados na lei 11.645/08 tendo como norte conceitos como: diversidade cultural, cultura e identidade cultural. Além disso, pensa a prática pedagógica sob o olhar docente que transita pelos becos da escola, lugar de fuga, onde se escondem preconceitos, estereótipos e contravenções.

Palavras-chave: Lei 11.645/08. Cultura afro-brasileira. Prática docente.

Biografia do Autor

Simone Aparecida Dupla (UFRGS), Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Pós-doutoranda em História, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Doutora em História pela Universidade Estadual de Maringá. Mestre em História, Cultura e Identidades, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Especialista em História e cultura Afro-brasileira pela Universidade Cândido Mendes e especialista em História, Arte e Cultura pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Possui graduação em Licenciatura em História pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2008) e Ciências Sociais pela Universidade Metropolitana de Santos (2017).

Publicado
2021-05-04
Seção
Artigos | Articles | Artículos