O que dizem os estudantes surdos da Universidade Federal de Santa Maria sobre a sua permanência no ensino superior

Autores

  • Luiz Renato Martins Rocha Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Lara Ferreira Santos Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.12i3.008

Resumo

O presente artigo tem como objetivo principal descrever alguns resultados de investigação sobre como os estudantes surdos da Universidade Federal de Santa Maria, segundo sua própria percepção, têm sido atendidos em suas necessidades linguísticas e pedagógicas nos cursos de graduação. A escolha por tal instituição deve-se ao fato de possuir um exame de seleção por videogravação para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), que a diferencia dos demais contextos universitários e, ainda, ter um número notável de estudantes surdos em comparação às demais realidades universitárias brasileiras. Trata-se de uma pesquisa do tipo descritiva e exploratória; a coleta de dados ocorreu por meio de aplicação de questionário eletrônico (online) a 18 estudantes surdos. Os resultados apontam que apesar do acesso diferenciado à Universidade, há muitas semelhanças em comparação aos demais contextos universitários. A partir disso, nas conclusões, verifica-se a manutenção da precariedade de condições para a permanência desses acadêmicos em sala de aula. 

 

Palavras-chave: Estudantes surdos. Educação Superior. Permanência.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Renato Martins Rocha, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutorando e Mestre em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar; Especialista em Surdez: Libras e Educação Especial Inclusiva; Licenciatura Plena em Pedagogia e Matemática. Tradutor-Intérprete de LIBRAS/Língua Portuguesa/LIBRAS (PROLIBRAS/MEC-2010, FENEIS/PR 2010, PROLIBRAS/MEC-2015) e Proficiência no Uso e Ensino da LIBRAS (PROLIBRAS/MEC-2013). Docente da Universidade Estadual do Norte do Paraná nas disciplinas de Libras e Cálculo aplicado à Biologia. Tradutor e intérprete de LIBRAS/Língua Portuguesa na Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, campus Cornélio Procópio. Já ministrou diversos cursos e palestras para professores (municipais e estaduais), alunos do ensino médio, técnico e superior nas diversas áreas de formação.

Lara Ferreira Santos, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Educação Especial. Docente do Programa de pós-graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos.

 

Downloads

Publicado

2017-07-03

Como Citar

ROCHA, L. R. M.; SANTOS, L. F. O que dizem os estudantes surdos da Universidade Federal de Santa Maria sobre a sua permanência no ensino superior. Práxis Educativa, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 826–847, 2017. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.12i3.008. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/9452. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos