Estágio Supervisionado e Residência Pedagógica na Modalidade de Ensino Remoto: que lugar é esse?

Conteúdo do artigo principal

Doutoranda Soraya de Araújo Feitosa
https://orcid.org/0000-0002-2876-9335
Doutoranda Jamile Rossetti de Souza
https://orcid.org/0000-0002-1161-9912
Mestranda Eugênia Karla Ferreira de Sousa Villória
https://orcid.org/0000-0002-9518-1929

Resumo

Esse artigo apresenta reflexões acerca do estágio supervisionado e da residência pedagógica na modalidade de ensino remoto, a partir de experiências nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Roraima (CAp/UFRR), nos anos letivos de 2020 e 2021. O objetivo central é discutir sobre os desafios didático-metodológicos do estágio supervisionado e da residência pedagógica nessa modalidade de ensino. A pesquisa é descritivo-explicativa com abordagem qualitativa. Entre os instrumentos de coleta de dados estão: diário de bordo, videoconferências e relatórios. Nos resultados verificou-se que, diante do cenário de pandemia, o estágio supervisionado e a residência pedagógica sofreram adaptações para atender as demandas acadêmicas e educacionais, configurando-se como espaço dinâmico e ativo para a formação inicial docente, proporcionando ação-reflexão sobre o currículo escolar, trazendo implicações nos processos de ensino-aprendizagem e nas necessidades reais do aluno, sobretudo em contextos extremos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
FEITOSA, S. de A.; SOUZA, J. R. de; VILLÓRIA, E. K. F. de S. Estágio Supervisionado e Residência Pedagógica na Modalidade de Ensino Remoto: que lugar é esse?. Olhar de Professor, [S. l.], v. 26, p. 1–20, 2023. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.26.20131.004. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/20131. Acesso em: 25 jun. 2024.
Seção
Experiências Pedagógicas
Biografia do Autor

Doutoranda Soraya de Araújo Feitosa, Universidade Federal de Roraima - UFRR

Doutoranda na Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, Mestre em Ensino de Ciências pela UERR. Professora EBTT na Universidade Federal de Roraima.

Doutoranda Jamile Rossetti de Souza, Universidade Federal de Roraima - UFRR

Possui graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Metodista (2010) e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Roraima (2017). Atualmente é professora EBTT da Universidade Federal de Roraima. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Leitura e Letramento, atuando principalmente nos seguintes temas: mediação de leitura, leitura, literatura infantil, letramento e leitura afetiva.

Mestranda Eugênia Karla Ferreira de Sousa Villória, Universidade Estadual de Roraima - UFRR

Mestranda em Ensino de Ciências pela Universidade Estadual de Roraima - UERR. Professora efetiva da UFRR, atuando na Educação Básica do Colégio de Aplicação - CAp/UFRR. Atuou com Educação Infantil e Ensino Fundamental (2006 à 2016) na rede pública, em Boa Vista/RR e em classes de Ensino Fundamental na rede privada de educação em Salvador/Ba ( 1998-2005). É membro ativo do Grupo de Pesquisa Didática da Resolução de Problemas em Ciências e Matemática (CNPQ). Experiência com palestras, mini-cursos e oficinas.

Referências

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 1/2002. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de fevereiro de 2002, Seção 1, p. 31. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 01/2006. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 20 ago. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 2/2015. Diário Oficial da União, Brasília, 01 de julho de 2015, Seção 1, n. 124, p. 8-12. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 20 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 20 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm. Acesso em: 23 fev. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 161/1986. Reformulação do curso de pedagogia. Relatora: Eurides Brito da Silva. Documenta 303, Brasília, MEC/CFE, p. 22-31, mar. 1986.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Portaria/PRT/Portaria%20n%C2%BA%20343-20-mec.htm. Acesso em: 12 jun. 2021.

COIMBRA, C. M. Os Modelos de Formação de Professores/as da Educação Básica: quem formamos? Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 45, n. 1, e91731, 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/2175-623691731. Acesso em: 22 ago. 2022.

DALBEN, Â. I. L. de Fr. O perfil profissional do pedagogo: um resgate na história de construção deste profissional da educação. IV Simpósio Trabalho e educação, agosto de 2007. Disponível em: http://www.portal.fae.ufmg.br/simposionete_old1/trab_comp/tc322.pdf. Acesso em: 17 de agosto de 2022.

Diário Oficial da União. Portaria nº 959: seção 3, Brasília, DF, n. 414-A, p. 9, 27 de setembro de 2013. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/diarios/59697588/dou-secao-1-30-09-2013-pg-9. Acesso em: 23 ago. 2022.

FAUSTINO, L. S. e S; SILVA, T. F. R. S. e . Educadores frente à pandemia: dilemas e intervenções alternativas para coordenadores e docentes. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 3, n. 7, p. 53–64, 2020. DOI: 10.5281/zenodo.3907086. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/99. Acesso em: 23 ago. 2022.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M. Educação básica no brasil na década de 1990: subordinação ativa e consentida à lógica do mercado. Educação & sociedade. Campinas, vol. 24, n. 82, p. 93-130, abril 2003. Doi: https://doi.org/10.1590/S0101-73302003000100005. Acesso em: 20 ago. 2022.

MENDES, B. P.; SANTOS, B. F.; SANTOS, B. S.; FERREIRA, B. H. M. As vantagens e desvantagens do ensino remoto emergencial no Brasil. Anais do Congresso Nacional Universidade, EAD e Software Livre. 2020. v. 1, n. 12. p. 1-6. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/ueadsl/article/view/18149. Acesso em: 03 jun. 2021.

MORAN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A.; MORALES, O. E. T. (orgs). Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Ponta Grossa: UEPG/PROEX, 2015. v. 2, P. 15 – 33. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/mudando_moran.pdf. Acessado em: 13 jul. 2021.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2004. (Coleção docência em formação. Séries saberes pedagógicos).

REGLY, M. P. Revisão histórica do curso de pedagogia no brasil: edificando um constructo. Revista Científica FESA, [S. l.], v. 1, n. 6, p. 121–136, 2021. Doi: https://doi.org/10.29327/232022.1.6-8. Disponível em: https://revistafesa.com/index.php/fesa/article/view/67. Acesso em: 17 ago. 2022.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, P. B. Metodologia de pesquisa. – 3.ed. – reimpr. – São Paulo: McGraw-Hill, 2012.

SILVA, J. B. O contributo das tecnologias digitais para o ensino híbrido: o rompimento das fronteiras espaço-temporais historicamente estabelecidas e suas implicações no ensino. Artefactum – Revista de Estudos em Linguagem e Tecnologia, n° 02, 2017. Disponível em: http://www.artefactum.rafrom.com.br/index.php/artefactum/article/view/1531/707. Acesso em: 10 de jul. 2021.

SOUZA, D. G. de; MIRANDA, J. C. Desafios da implementação do ensino remoto. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 4, n. 11, p. 81–89, 2020. DOI: 10.5281/zenodo.4252805. Disponível em: https://revista.ioles.com.br/boca/index.php/revista/article/view/38. Acesso em: 22 ago. 2022.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2010.

Universidade Federal de Roraima. CEDUC. Curso de Pedagogia. Política de Estágio Curricular do Curso de Pedagogia da UFRR. Boa Vista, 2004.

Universidade Federal de Roraima. Edital 022/2020 Residência Pedagógica – RP/UFRR. Disponível em: https://ufrr.br/proeg/editais/category/197-residencia-pedagogica?start=60. Acesso em: 10 fev. 2021.

Universidade Federal de Roraima. Edital N° 027/2021 – EB/CAp/UFRR-Auxílio Emergencial. Disponível em: https://nuvem.ufrr.br/s/abGYiC4qGdTmZhX. Acesso em: 03 mai. 2021a.

Universidade Federal de Roraima. Edital N° 26/2021–EB/CAp/UFRR-Auxílio Inclusão Digital. Disponível em: https://nuvem.ufrr.br/s/KkCm4h57GZFmXL8. Acesso em: 03 mai. 2021b.

Universidade Federal de Roraima. Resolução CUNI/UFRR Nº 011, de 03 de setembro de 2020. Regimento do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Roraima (CAp/UFRR). Disponível em: https://ufrr.br/cap/downloads/category/171-regimento-interno-do-colegio-de-aplicacao?download=1433:regimento-interno-do-colegio-de-aplicacao-cap. Acesso em: 15 ago. 2022.