Representações sociais: gestão educacional e práticas pedagógicas no olhar dos gestores das escolas do município de Uberaba-MG

Conteúdo do artigo principal

Ms. Silvia Regina Sidney
https://orcid.org/0000-0002-6600-6910
Dr.ª Vania Maria Oliveira Vieira
https://orcid.org/0000-0001-9839-0235

Resumo

O interesse em pesquisar a “gestão educacional e práticas pedagógicas”, parte do princípio de que o papel do gestor representa uma importante atividade educacional. Assim, configura-se como problema:  de que forma os gestores pensam, caracterizam e possibilitam as condições para a realização das práticas pedagógicas nas escolas em que atuam?  De natureza quanti-qualitativa, com o subsídio da teoria das Representações Sociais de Moscovici, esta pesquisa objetivou compreender as RS de gestores de escolas públicas de Educação Básica, sobre as práticas pedagógicas realizadas pelos seus professores. Participaram 41 gestores de 20 escolas municipais e estaduais. Os dados foram coletados por um questionário e a técnica de associação livre de palavras, tratadas pelo software EVOC. Os resultados mostram que as RS, dos participantes, sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas pelos seus professores, familiarizam-se com elementos que dizem respeito a uma prática entendida como ação que transforma e modifica o contexto escolar, mas que, necessariamente, precisa ser inovadora.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
SIDNEY , S. R.; VIEIRA, V. M. O. Representações sociais: gestão educacional e práticas pedagógicas no olhar dos gestores das escolas do município de Uberaba-MG. Olhar de Professor, [S. l.], v. 25, p. 1–21, 2022. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.25.18127.074. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/18127. Acesso em: 6 fev. 2023.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Ms. Silvia Regina Sidney , Universidade de Uberaba - UNIUBE

Possui graduação em Pedagogia - Faculdades Integradas de Uberaba (1987), graduação em Supervisão Escolar de 1 e 2 graus - Faculdades Integradas de Uberaba (1987), graduação em Administração Escolar - Faculdades Integradas de Uberaba (1988), graduação em Letras - Português Inglês pela Universidade de Uberaba (1998), graduação em orientação educacional pela Faculdade Barretos (1992) e mestrado em Educação pela Universidade de Uberaba (2016). Atualmente é coordenadora do reinventando o ensino médio da Escola Estadual Minas Gerais, vice direção da Escola Estadual Minas Gerais, professor de ensino superior da Escola Estadual Minas Gerais e coordenadora pedagógica da Prefeitura Municipal de Uberaba. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: representações sociais, práticas pedagógicas, gestão escolar, pedagogia e educação infantil

Dr.ª Vania Maria Oliveira Vieira, Universidade de Uberaba - UNIUBE

Possui graduação em Psicologia, Formação de Psicólogos e Licenciatura pela Universidade de Uberaba (1983), graduação em Pedagogia Licenciatura Plena pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ituverava (1987), mestrado em Educação, Formação de Educadores pela Universidade de Uberaba (2003) e doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). Atualmente é coordenadora do Programa de Mestrado em Educação da Universidade de Uberaba e professora nos cursos de Pedagogia, Psicologia e Medicina. Atua também como Psicóloga Escolar na Rede de Ensino da Prefeitura Municipal de Uberaba. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em ensino-aprendizagem, avaliação escolar, portfólio, promoção a saúde e ensino de tempo integral.

Referências

ABREU, M. C. O professor universitário em aula: prática e princípios teóricos. 8 ed. São Paulo: MG Editores Associados, 1990.

ABRIC, J. C. A abordagem estrutural das representações sociais. Tradução Pedro H. Faria Campos. In: MOREIRA, A. S. P.; OLIVEIRA, D. C. de. Estudos interdisciplinares de representação social. 2. ed. Goiânia: Ab, 2000. p. 27-46.

ABRIC, J. C. Abordagem estrutural das representações sociais: desenvolvimentos recentes. In: CAMPOS, P. H. F.; LOUREIRO, M. C.S. (org.). Representações sociais e práticas educativas. Goiânia: UCG, 2003. p. 37-57.

AGUIAR, M. A. S. Gestão da educação e a formação do profissional da educação no Brasil. In: PEREIRA, N. S. C., AGUIAR, M. A. S. Gestão da educação: impasses, perspectivas e compromissos. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2009. p.193-240.

ARRUDA, A. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa, n. 117, nov. 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/T4NRbmqpmw7ky3sWhc7NYVb/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 18 de dez/2022.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nº 9.394/96. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n.248, 23 dez. 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf. Acesso em: 18 de dez/2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Ciências Humanas e suas Tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf. Acesso em 18 de dez/2022

CURY, C. R. J. Formação em política e administração da educação no Brasil. In: Congresso Luso-Brasileiro de Política e Administração da Educação, 2., 2001, Braga/PT. Palestra [...]. Braga/PT: Universidade do Minho, 2001.

GIL, A. C. Metodologia do ensino superior. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1997. 121 p.

GRAY, D. E. Pesquisa no Mundo Real. 2. ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

HADJI, C. Avaliação Desmistificada. Tradução Patrícia C. Ramos. Porto Alegre: Artmed, 2001.

JODELET, D. Représentations sociales: un domaine en expansion. In: JODELET, D. (ed.) Les représentations sociales. Paris: PUF, 1989, p. 31-61. Tradução Tarso Bonilha Mazzotti. UFRJ- Faculdade de Educação, dez. 1993. Disponível em: http://portal.estacio.br/media/3432753/jodelet-drs-um-dominio-em-expansao.pdf. Acesso em: 20 jan. 2016.

JODELET, D. Representações sociais um domínio em expansão. As representações sociais no campo da educação. In: JODELET, D. (org.). As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001. p. 17-44.

LÜCK, H. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Positivo, 2009.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo: Cortez, 2002.

MENEGOLLA, M.; SANT’ANNA, I. M. Por que planejar? Como planejar?: currículo, área, aula. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

MOSCOVIC, S. Representações Sociais: investigação em psicologia social. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

REIS, A. O. A. et al. Tecnologias computacionais para o auxílio em pesquisas qualitativas. Software EVOC. São Paulo: Editora Schoba, 2013.

SÁ, C. P. Núcleo Central das Representações Sociais. Petrópolis: Vozes, 1996.

SOUSA. C. P. et al. Avaliação do rendimento escolar. São Paulo: FDE, 1994.

VEIGA, I. P. A. A escola em debate: gestão, projeto político-pedagógico e avaliação. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 7, n. 12, p. 159-166, jan./jun. 2013. DOI: https://doi.org/10.22420/rde.v7i12.270. Disponível em: https://pep.ifsp.edu.br/wp-content/uploads/2015/01/A-escola-em-debate.pdf. Acesso em: 27 jan. 2016.

VERGÈS, P. Ensembles de programmes permettant l´analyse des evoctions: manual version 2. Aix-enProvence: LAMES, 1999.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

WALLON, H. A atividade própria plástica. In: NADEL-BRULFERT J.; WEREBE, M. J. G. Henri Wallon (antologia). São Paulo: Ática, 1986.

ZABALZA, M. Diseño y desarrollo curriclular. 6. ed. Madrid: Narcea. 1995.