Profissionais de apoio à inclusão escolar: motivos para demandas e atribuições

Conteúdo do artigo principal

Enicéia Gonçalves Mendes
Mariana Moraes Lopes
https://orcid.org/0000-0002-4688-5129

Resumo

A literatura recomenda diferentes profissionais para compor as redes de apoio à inclusão escolar e, no Brasil, nota-se a crescente demanda, por parte de familiares e educadores, do denominado Profissional de Apoio à Inclusão Escolar (PAIE). O presente estudo teve como finalidade descrever e analisar motivos alegados nas demandas por PAIE nas escolas para apoiar estudantes do Público-Alvo da Educação Especial (PAEE). O método multicasos envolveu 30 PAIE de cinco municípios de dois estados brasileiros (três do Estado da Bahia e dois do Estado de São Paulo). Os resultados evidenciaram cinco categorias de justificativas, a saber: 1) promover participação e aprendizagem dos estudantes PAEE; 2) prover suporte em casos de estudantes PAEE com comportamentos desafiadores; 3) prover suporte pedagógico às necessidades de estudantes com impedimentos motores; 4) prover suporte nos cuidados pessoais básicos (higiene pessoal, locomoção e alimentação) e; 5) prover suporte para evitar que o estudante PAEE atrapalhe sua turma, retirando-o da sala de aula. Conclui-se que algumas dessas justificativas são justificadas, enquanto que outras encobrem mecanismos de exclusão e políticas de barateamento dos suportes profissionais, e que a judicialização das demandas pode estar contribuindo para assim as manter.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MENDES, E. G.; LOPES, M. M. Profissionais de apoio à inclusão escolar: motivos para demandas e atribuições. Olhar de Professor, [S. l.], v. 24, p. 1–18, 2021. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.24.19649.087. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/19649. Acesso em: 24 jun. 2024.
Seção
Educação Inclusiva: pesquisas, políticas e práticas pedagógicas
Biografia do Autor

Enicéia Gonçalves Mendes, Universidade de São Paulo - USP

Doutora em Psicologia (USP), Professora Titular do Departamento de Psicologia do Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos.

Mariana Moraes Lopes, Universidade Federal de São Carlos - UFSCAR

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos, Mestre em Educação Especial (UFSCar).

Referências

.