Identidade cultural, letramento e ensino de línguas em Moçambique: (des)encontros entre nacionalidade e etnicidade

Conteúdo do artigo principal

Prof. Dr. Enísio Guilhermina Cuamba
https://orcid.org/0000-0002-7468-7226
Prof. Dr. Maurício Bernardo Cigarros
https://orcid.org/0000-0003-1866-4684

Resumo

As práticas discursivas e pedagógicas de letramento vinculam-se ao modelo autônomo que concebe a língua como neutra, desprestigiando as demandas individuais. Neste artigo, sob a perspectiva dos Novos Estudos do Letramento, elege-se, por objetivo, analisar como se constitui a identidade nacional e étnica nas práticas pedagógicas de professores. O referencial teórico seguiu as abordagens de Dias (2008), Hall (2000), Patel (2012) e Street (2014), entre outros. A materialidade agenciada é constituída por enunciados proferidos por professores analisados à luz daquela perspectiva, por meio de uma abordagem qualitativa. Os resultados sugerem que a constituição da identidade nacional se relaciona com o domínio da língua portuguesa e a etnicidade com as línguas bantu.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
CUAMBA, E. G. .; CIGARROS, M. B. Identidade cultural, letramento e ensino de línguas em Moçambique: (des)encontros entre nacionalidade e etnicidade. Olhar de Professor, [S. l.], v. 26, p. 1–17, 2023. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.26.20321.009. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/20321. Acesso em: 27 fev. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Prof. Dr. Enísio Guilhermina Cuamba, Universidade Licungo

Enísio Guilhermina Cuamba é doutor em Letras - Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual de Maringá - PR, Brasil. É mestre em Educação/Ensino de Português pela Universidade Pedagógica de Maputo - Moçambique. É graduado e bacharel em Letras (Ensino de Português) pela Universidade Pedagógica, Delegação de Nampula - Moçambique. É Docente da Universidade Licungo – Moçambique, pesquisador do Centro de Investigação em Educação e Humanidade e membro do GEDUEM/CNPq (www.geduem.com.br).

Prof. Dr. Maurício Bernardo Cigarros, Universidade Licungo

Maurício Bernardo Cigarros é doutor em Letras - Estudos Linguísticos, pela Universidade Estadual de Maringá - PR, Brasil. Foi bolsista da CAPES. É mestre em Jornalismo e Estudos Editoriais pela Universidade Pedagógica (UP) de Maputo - Moçambique. É graduado e bacharel em Letras (Ensino de Português) pela UP de Quelimane - Moçambique. É Docente da Universidade Licungo - Moçambique. É estudante no grupo de pesquisa Estudos sobre a aquisição da escrita, da UEM, PR - Brasil/CNPq.

Referências

BLOMMAERT, J. Citizenship, language and superdiversity: towards complexity. Journal of Language, Identity and Education, [s. l.], v. 1, n. 12, p. 193-196, 2013.

CASTIANO, J. P.; NGOENHA, S. E. A Longa Marcha duma “Educação para Todos” em Moçambique. 3. ed. Maputo: Publifix, 2013.

DIAS, H. N. As desigualdades sociolinguísticas e o fracasso escolar: em direcção a uma prática linguística-escolar libertadora. Maputo: Texto Editores, 2008.

FERGUSON, C. A. Diglossia. Word, [s. l.], v. 15, p. 325-340. DOI: https://doi.org/10.1080/00437956.1959.11659702

FIRMINO, G. A questão linguística na África pós-colonial: o caso do Português e das Línguas autóctones em Moçambique. Maputo: Texto Editores, 2006.

GOMÉZ, M. B. Educação Moçambicana: História de um Processo: 1962-1984. Maputo: Livraria Universitária, 1999.

HALL, S. Quem precisa da identidade? In: SILVA, T. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 103-133.

JUNG, N. Letramento em um contexto multilíngue no Brasil: a articulação da escrita em português com as identidades de gênero social e etnicidade. EntreVer, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 103-105, jul./dez. 2013.

KHOSA, U. B. Ungulani Ba Ka Khosa: a literatura tem que transportar os valores das culturas e das línguas. [Entrevista concedida a] Rosália Estelita Gregório Diogo. SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 14, n. 27, p. 187-193, 2º sem. 2010.

LOPES, A. A batalha das línguas: perspectivas sobre a linguística aplicada em Moçambique. Maputo: Imprensa Universitária da Universidade Eduardo Mondlane, 2012.

LOPES, A. Política linguística: princípios e problemas. Maputo: Livraria Universitária, 2012.

MARINHO, M. Letramento: a criação de um neologismo e a construção de um conceito. In: MARINHO, M.; CARVALHO, G. T. (org.). Cultura escrita e letramento. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012. p. 68-100.

MOÇAMBIQUE. Constituição da República de Moçambique. Maputo: Imprensa Nacional de Moçambique, 2004.

NGUNGA, A.; BAVO, N. Práticas linguísticas em Moçambique: avaliação da vitalidade linguística em seis distritos. Maputo: Centro de Estudos Africanos, 2011. Disponível em: http://www.letras.ufmg.br/laliafro/PDF/Ngunga_Armindo_Praticas_linguistica_Mocambique_PORTUGUES. Acesso: 20 out. 2022.

OLIVEIRA, R. C. Os (des)caminhos da identidade. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 15, n. 42, p. 7-21, 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092000000100001

PATEL, S. Um olhar para a formação de professores de educação bilingue em Moçambique: foco na construção de posicionamentos a partir do lócus da enunciação e actuação. 2012. 266 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/Busca/Download?codigoArquivo=492860. Acesso em: 10 nov. 2022.

RIBEIRO, F. Educação e ensino de história em contextos coloniais e pós-coloniais. Mneme – Revista de humanidades, Caicó, v. 16, n. 36, p. 27-53, jan./jul. 2015.

RITA-FERREIRA, A. Fixação portuguesa e História pré-colonial de Moçambique. Lisboa: Instituto de Investigação Científica Tropical/Junta de Investigações Científicas do Ultramar, 1982.

ROCKWELL, E. Culturas orais ou múltiplos letramentos? A escrita em contextos de bilinguismo. In: MARINHO, M.; CARVALHO, G. T. (org.). Cultura escrita e letramento. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2010. p. 101-124.

SOARES, M. Prática de letramento e implicações para a pesquisa e para as políticas de alfabetização e letramento. In: MARINHO, M.; CARVALHO, G. T. (org.). Cultura escrita e letramento. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012. p. 54-67.

STREET, B. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.