Pedagogia jurídica: perspectivas humanizadoras e emancipatórias no trabalho com infância e juventude judicializadas

Conteúdo do artigo principal

Doutoranda Ana Paula Villar Galo
https://orcid.org/0000-0001-8506-0042
Doutoranda Simony Freitas de Melo
https://orcid.org/0000-0001-6178-1478
Dr. José Leonardo Rolim de Lima Severo
https://orcid.org/0000-0001-5071-128X

Resumo

O presente trabalho é vinculado a duas pesquisas de doutorado em desenvolvimento e apresenta apontamentos sobre as práticas desenvolvidas por pedagogos(as) nas Varas da Infância e da Juventude dos Tribunais de Justiça Estaduais, notadamente em ações processuais que tratam sobre crianças e adolescentes com direitos ameaçados ou violados. Por meio de estudo bibliográfico, buscou-se identificar os elementos teórico-metodológicos que dão subsídios à prática pedagógica no judiciário, assim como as finalidades que a norteiam. Em face disso, compreendeu-se que o(a) pedagogo(a) jurídico(a), como componente da equipe interprofissional, deve balizar sua intervenção na perspectiva das teorias críticas da educação (GALO; MELO, 2021), compreendidas como prática social (FREIRE, 1976) e desenvolver abordagens e procedimentos que atendam à finalidade jurídica da atuação, que consiste em subsidiar a decisão judicial por meio de conhecimentos técnicos especializados; e também à finalidade pedagógica, cujo objetivo é contribuir para a formação humana e o exercício da cidadania.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
GALO, A. P. V.; MELO, S. F. de; SEVERO, J. L. R. de L. Pedagogia jurídica: perspectivas humanizadoras e emancipatórias no trabalho com infância e juventude judicializadas. Olhar de Professor, [S. l.], v. 26, p. 1–21, 2023. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.26.21249.026. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/21249. Acesso em: 25 jun. 2024.
Seção
Dossiê: O campo teórico da Pedagogia e seus desdobramentos na formação de pedagogos/as
Biografia do Autor

Doutoranda Ana Paula Villar Galo, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco (2003), especialização em Formação de Recursos Humanos para a Educação pela FAFIRE (2006) e Mestrado em Educação, com distinção acadêmica, pela Universidade Federal de Pernambuco (2009). Linha de pesquisa: Processos de ensino-aprendizagem. Eixos de atuação: Prática Pedagógica em Contexto Não Escolar; Pedagogia Jurídica; Família; Educação Parental; Infância e Juventude. Atua como Analista Judiciária - Apoio Especializado em Pedagogia, no Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco.

Doutoranda Simony Freitas de Melo, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da UFPB. Mestra em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPE. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco. EspeciaIização em Formação de Recursos Humanos para Educação, realizada na Faculdade Frassinetti do Recife. Pesquisa e estuda a área de Currículo e Diferença Cultural, Educação não Escolar, Pedagogia Jurídica, Pedagogo no Judiciário, Humanização no atendimento de crianças e adolescentes vítimas de violência, Depoimento Especial, Escuta Especial. Pedagoga do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Membro da Equipe de Entrevistadores Forenses do Depoimento Acolhedor do TJPE. Pedagoga da Escola Judicial de Pernambuco - ESMAPE. Docente da Pós-graduação da ESMAPE. Tutora do curso de Depoimento Especial e do Protocolo Brasileiro de Entrevista Forense do Conselho Nacional de Justiça- CNJ. Docente dos cursos de formação de entrevistadores forenses de crianças e adolescentes.

Dr. José Leonardo Rolim de Lima Severo, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Pós-Doutorado em Teoria da Pedagogia no Departamento de Metodologia do Ensino e Educação Comparada da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP), sob supervisão da Profa. Selma Garrido Pimenta. Doutor e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com estágios doutorais na FEUSP e na UNED, em Madrid - Espanha. Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Campina Grande. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Teoria da Pedagogia, políticas e práticas de Desenvolvimento Curricular e Didática, Educação Integral, Pedagogia do Ensino Superior e Educação Não Escolar. É Professor Adjunto em regime de dedicação exclusiva no Departamento de Habilitações Pedagógicas e do Programa de Pós-Graduação em Educação do Centro de Educação na Universidade Federal da Paraíba, onde lidera o Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogia, Trabalho Educativo e Sociedade (GEPPTES-UFPB). Integra o corpo diretivo da Rede Nacional de Pesquisadorxs em Pedagogia (RePPed). É membro da Associação Nacional de Didática e Práticas de Ensino (ANDIPE), integrando seu Conselho Fiscal. Integra a junta diretiva da Sociedad Iberoamericana de Pedagogía Social (SIPS). É associado da ANPED e membro do GT 4 (Didática), do qual é vice-coordenador (2022-2023) 

Referências

BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Brasília, DF. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8069.htm#art266>. Acesso em: 23 out 2022.

CHAVES, E. O liberalismo na política, economia e sociedade e suas implicações para a educação: uma defesa. In: LOMBARDI, J. C.; SANFELICE, J. L. (org.). Liberalismo e educação em debate. Campinas: Autores Associados, 2007. Página inicial – página final.

FARINELLI, C. C.; PIERINI, A. J. Sistema de Garantia de Direitos e a Proteção Integral à criança e ao adolescente: uma revisão bibliográfica. Revista O social em Questão, ano XIX, n. 35, p. 63-86, 2016. Disponível em: http://osocialemquestao.ser.puc-rio.br/media/OSQ_35_3_Farinelli_Pierini.pdf. Acesso em: 15 out. 2022.

FRANCO, M. A. S. Pedagogia como ciência da educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

FRANCO, M. A. S. Pedagogia como Ciência da Educação: da racionalidade moderna à racionalidade crítica. In: PIMENTA, S. G.; SEVERO, J. L. R. de L. (org.). Pedagogia: teoria, formação e profissão. São Paulo: Cortez Editora, 2021. p. 129 a 151.

FREIRE, P. Educação como prática de liberdade. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1976.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1987.

GALO, A. P. V.; MELO, S. F. de. Fundamentos teórico-metodológicos da prática pedagógica nas ações de medida de proteção no âmbito das varas da infância e da juventude. In: AMARAL, M. G. B.; SEVERO, J. L. R. de L.; ARAÚJO, T. M. de (org.). Pedagogia Jurídica no Brasil: questões teóricas e práticas de um campo em construção. Fortaleza: Editora da UECE, 2021. p. 104 a 128.

HERMIDA, J. F.; LIRA, J. de S. Quando fundamentalismo religioso e mercado se encontram: as bases históricas, econômicas e políticas da Escola Sem Partido. Roteiro, Joaçaba-SP, vol. 45, p. 1-32, jan./dez. 2020. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro. Acesso em: 15 ago. 2022.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Prefácio. In: AMARAL, M. G. B.; SEVERO, J. L. R. de L.; ARAÚJO, T. M. de (org.). Pedagogia jurídica no Brasil: questões teóricas e práticas de um campo em construção. Fortaleza: Ed. da UECE, 2021. p. 9 a 15.

MARSHALL, J. Governamentalidade e educação liberal. In: SILVA, T. T. (org.) O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. p. 21-34.

MORAIS, R. C. C. de; Liberalismo e neoliberalismo: uma introdução comparativa. Primeira Versão, n. 73. Campinas: IFCH/UNICAMP, mar. 1997. Disponível em: http://firgoa.usc.es/drupal/node/3039 Acesso em: 25 out. 2022.

OLIVEIRA, R. de.; Empregabilidade e competência: conceitos novos sustentando velhos interesses. Trabalho e Educação, Belo Horizonte, n. 5, p. 50-63, jan./jun.1999. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9147. Acesso em: 23 out. 2022.

PIMENTA, S. G. (org). Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996.

SAVIANI, D. A pedagogia no Brasil: história e teoria. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SCHERER, G.; BARBOSA, A. P.; Do reconhecimento legal ao direito real: crianças, adolescentes e jovens como sujeitos de direitos. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, n. 6, vol. 9, p. 69-83, 2020 Disponível em: https://doi.org/10.29327/211653.6.9-5. Acesso em: 15 out. 2022.

SCHMIED-KOWARZIK, W. Pedagogia dialética: de Aristóteles a Paulo Freire. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SEVERO, J. L. R. de L.; MELO, S. F. de. A pedagogia como campo epistêmico, curso e profissão: indicativos para pensar o trabalho do(a) pedagogo(a) jurídico. Revista Pesquiseduca, v.13, n.31, p. 857-876, 2021. Disponível https://periodicos.unisantos.br/pesquiseduca/article/view/1162 em: Acesso em: 19 out 2022.

SEVERO, J. L. R. de L.; Para pensar o(s) lugar(es) da pedagogia hoje: ciência, profissão e seu agir transformador. In: AMARAL, M. G. Belchior; SEVERO, J. L. R. de L.; ARAÚJO, T. M. de. (org.). Pedagogia Jurídica no Brasil: questões teóricas e práticas de um campo em construção. Fortaleza: Editora da UECE, 2021. p. 21 a 34.

SILVA, M. S. P. da.; SILVA, P. R.; MELO, S. F. A presença de pedagogas nos Tribunais de Justiça do Brasil: tessituras, artefatos e fazeres da pedagogia jurídica. In: AMARAL, M. G. B.; SEVERO, J. L. R. de L.; ARAÚJO, T. M. de (org.). Pedagogia jurídica no Brasil: questões teóricas e práticas de um campo em construção. Fortaleza: Editora da UECE, 2021. p. 129 a 152.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)