O currículo nas suas dimensões estrutural e interacional: perspetiva de Basil Bernstein

Autores

  • Ana Maria Morais Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Isabel Pestana Neves
  • Sílvia Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.5212/PraxEduc.v.14n2.001

Resumo

O artigo, simultaneamente teórico e empírico, apresenta elementos de reflexão sociológica sobre a organização e desenvolvimento curriculares, quando se toma como principal referencial teórico o modelo do discurso pedagógico de Basil Bernstein (1990, 2000) e a sua teorização sobre formas e estruturas do conhecimento (1999).  De um ponto de vista teórico, e com base no modelo do discurso pedagógico, descrevem-se as relações que se estabelecem entre o currículo e outros textos e contextos pedagógicos, referem-se processos de transformação (recontextualizações) que podem ocorrer quando o currículo é transposto para outros níveis do sistema educativo e apresentam-se algumas razões que podem estar na base dessas transformações. De acordo com a teorização sobre as estruturas de conhecimento, discute-se a relação entre a produção e a reprodução de conhecimento, para refletir sobre a relação que deve existir entre essas estruturas e as diferentes disciplinas do currículo. Incluem-se destaques sobre o currículo, em que se concretizam, através de explicitação e/ou exemplificação, os diferentes aspetos que sustentam a teorização apresentada.  De um ponto de vista empírico, apresentam-se alguns dos procedimentos usados em análises do currículo, realizadas pelo Grupo ESSA (Estudos Sociológicos da Sala de Aula), a vários níveis de escolaridade e centradas na educação científica e indicam-se, a título de exemplo, alguns dos resultados obtidos.  Finalmente fazem-se algumas considerações sobre o contributo da teoria de Bernstein para a análise curricular, com particular destaque para questões de política educacional, relacionadas com o significado sociológico da (des)centralização curricular e da flexibilidade curricular num currículo centralizado.

 

Palavras-chave: Desenvolvimento curricular. Educação científica. Modelo do discurso pedagógico. Estruturas de conhecimento.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2019-05-30

Como Citar

MORAIS, A. M.; NEVES, I. P.; FERREIRA, S. O currículo nas suas dimensões estrutural e interacional: perspetiva de Basil Bernstein. Práxis Educativa, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 405–431, 2019. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.14n2.001. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/13265. Acesso em: 5 out. 2022.