Narrativas e memórias poéticas na Educação Infantil: possibilidades à docência Narratives and poetic memories in Early Childhood Education - possibilities for teaching.

Conteúdo do artigo principal

Lucia de Mendonça Ribeiro Ribeiro
https://orcid.org/0000-0003-0985-9228
Luciene dos Santos Silva
https://orcid.org/0000-0002-1746-5096
Lucineide Ferreira da Silva

Resumo

Este relato de experiência propõe refletir sobre uma situação desenvolvida na Educação Infantil com crianças pequenas, envolvendo Linguagens Expressivas. A proposta levou em conta as narrativas e experiências brincantes e culturais das crianças e de seus avós. Seus saberes, fazeres e valores culturais são considerados saberes formativos que enriquem os repertórios de crianças e adultos, transcendem um currículo previsto e promovem um novo olhar sobre a docência. A palavra artesania dialoga com as proposições do texto no sentido de que fazer é pensar. Assim, autores como Sennett (2013; 2020); Gobbato; Barbosa (2019); Formosinho (2019) e Rinaldi (2012), entre outros, ajudam-nos a aprender em companhia. A escuta potente valorizou as narrativas e memórias dos sujeitos envolvidos ao construir redes de significados e possibilidades poéticas à docência e ao processo de aprendizagem e desenvolvimento infantil.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
RIBEIRO, L. de M. R.; SILVA, L. dos S.; SILVA, L. F. da. Narrativas e memórias poéticas na Educação Infantil: possibilidades à docência: Narratives and poetic memories in Early Childhood Education - possibilities for teaching. Olhar de Professor, [S. l.], v. 24, p. 1–21, 2021. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.24.17523.083. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/17523. Acesso em: 24 jun. 2024.
Seção
Práticas artísticas contemporâneas, crianças e docência: experiências estéticas
Biografia do Autor

Lucia de Mendonça Ribeiro Ribeiro, Rede pública de educação de Maceió - Alagoas

Doutora em Educação. Pedagoga/professora efetiva da Educação Infantil na rede pública de Maceió, Alagoas.

Luciene dos Santos Silva, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Concluinte do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Lucineide Ferreira da Silva, Rede Pública de ensino de Maceió - Alagoas.

Especialista em Psicopedagogia. Pedagoga/professora efetiva e coordenadora da Educação Infantil na rede pública de Maceió, Alagoas.

Referências

ANTÔNIO, S. Uma pedagogia poética para as crianças. Editora Adonis, 2013.

BARBOSA. M. C. S. Práticas cotidianas na educação infantil - bases para a reflexão sobre as orientações curriculares. Disponível: -http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/relat_seb_praticas_cotidianas.pdf. Acesso 28042020.

_______. A BNCC e os direitos das crianças: Educação Infantil em evidência. Disponível: http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/452/271 . Acesso: 22122019.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Disponível em: file:///C:/Users/CAMILA/Downloads/diretrizescurriculares_2012%20(1).pdf. Acesso em 20042020.

BRASIL. Parecer CNE/CEB 20/2009, de 11/11/2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12745&Itemid=866. Acesso em 20042020.

BRASIL.. Ministério da Educação. BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC). A Educação Infantil na Base Nacional Comum Curricular. Disponível: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/#infantil. Acesso:20022020.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº. 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional /LDB. Disponível: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso: 01062020.

FORMOSINHO, Júlia Oliveira. Pedagogia-em-Participação: a documentação pedagógica no âmago da instituição dos direitos da criança no cotidiano. Revista Em Aberto v. 1, n. 1, (nov. 1981- ). – Brasília: O Instituto, 1981- . Irregular. Irregular até 1985. Bimestral 198. Disponível: file:///D:/Backup_11042020/Paulo_FOCHI/Pedagogia%20do%20Cotidiano%20na%20(e%20da)%20Educação%20Infantil.pdf . Acesso 25042020.

GOBBATO, C.; BARBOSA, M. C. S. A artesanía, o diálogo e a cooperação: uma perspectiva para a didática na educação infantil. Revista Poiesis. Universidade do Sul de Santa Catarina, vol. 13, n. 24 (2019). Disponível: http://portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Poiesis/article/view/8254/4633 . Acesso 20042020.

HOLM, A. M. ECO ARTE COM CRIANÇAS. 1997. REEDIÇÃO ATELIE CARAMBOLA.2017.

KUHN, Roselaine; CUNHA, António Camilo; COSTA, Andrize Ramires. Sem tempo para brincar: as crianças, os adultos e a tirania dos relógios. Revista Kinesis, 33 ed. vol 1, jan-jul de 2015, Santa Maria.

OSTETTO, L. E. Para encantar, é preciso encantar-se: danças circulares na formação de professores. 2010 Disponível: https://www.scielo.br/pdf/ccedes/v30n80/v30n80a04.pdf . Acesso 20012021.

OSTETTO, L. Arte e formação de professores: autoria e transgressão. 7ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

PIORSKY, G. Brinquedos do chão: a natureza, o imaginário e o brincar. São Paulo – Peiropolis, 2016.

RINALDI, C. Diálogos com Reggio Emília: escutar, investigar e aprender. Tradução de Vania Cury. 5 ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2017.

SENNETT, R. Artesanía, tecnologia y nuevas formas de trabajo. Barcelona: Katz CCCB, 2013. ______________. O artífice. 2. ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2020.