Arte e cultura digital na Educação Infantil: a galáxia na palma da mão

Main Article Content

Margarete Sacht Góes
https://orcid.org/0000-0002-7146-6022
Mariana Sperandio Teixeira
https://orcid.org/0000-0002-7953-8350

Resumo

O projeto investiga as práticas voltadas para a inserção da Cultura Digital no âmbito da Arte na Educação Infantil, pois de acordo com a Base Nacional Comum Curricular - BNCC (BRASIL, 2017), a Cultura Digital se destaca a partir das tecnologias digitais de comunicação e informação. Analisa os documentos orientadores sobre o ensino da Arte na Educação Infantil a partir da pesquisa documental, tomando por base os estudos de Le Goff (1996), Pretto e Pinto (2006) e em Pinto, Silva e Anjos (2017), busca subsídios para discutir as novas tecnologias. Realiza um estudo de caso em duas escolas, uma em Vitória-ES e outra em Vila Velha-ES, entrevistando professores, refletindo sobre as práticas voltadas para as novas tecnologias e analisando suas implicações no processo ensino-aprendizagem de Arte, culminando em uma ação pedagógica intitulada “A Galáxia na palma da mão” que envolveu Arte e Tecnologia. Finaliza refletindo sobre como essas práticas contribuem para estimular a aprendizagem das crianças, além de relacioná-las com os documentos oficiais que orientam a Educação Infantil.

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
GÓES, M. S.; TEIXEIRA, M. S. Arte e cultura digital na Educação Infantil: a galáxia na palma da mão. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-20, 26 jun. 2021.
Seção
Práticas artísticas contemporâneas, crianças e docência: experiências estéticas
Biografia do Autor

Margarete Sacht Góes, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES

Doutora em Educação. Professora da Universidade Federal do Espírito Santo

Mariana Sperandio Teixeira, Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Possui graduação em Artes Visuais pela Universidade Federal do Espírito Santo(2020) e ensino-medio-segundo-graupelo Centro Educacional Agostiniano(2014). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Arte na Educação Infantil - GEPAEI

Referências

ANDRION, Roseli. Realidade aumentada: você sabe o que é?. [01.07.2019] Olhar Digital. Disponível em: Acesso em 20/07/2020
BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
BARBOSA, Gilvana Costa; BORGES, Luzineide Miranda; FERREIRA, Márcia Maria Guimarães de Almeida; SANTOS, Adilson Gomes dos. Tecnologias Digitais: Possibilidades e desafios na educação infantil. ESUD 2014 – XI Congresso Brasileiro de Ensino Superior à Distância. UNIREDE. Florianópolis, 2014. Disponível em: Acesso em 12/08/2020.
BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017). Disponível em: Acesso em 08/05/2019.
BORGES, Clara. Cultura digital: quais são as suas características e influências na sociedade? [26.10.2019?] Rock Content. Disponível em: Acesso em 17/08/2020.
CALLEGARO, Tania. Ensino da arte na Internet: contexto e pontuações. In: BARBOSA, Ana Mae (org.). Inquietações e mudanças no ensino da arte. São Paulo: Cortez, 2003.
EVANGELISTA, Carolinne da Silva. O Ensino da Arte através do Computador: Uma Proposta de Prática Pedagógica para o Ensino Fundamental. V Colóquio Internacional: “Educação e Contemporaneidade”, São Cristovão- SE/Brasil, p. 1-16, setembro de 2011.
FURTADO, Cassia Cordeiro. Geração Alpha e a leitura literária: os aplicativos de literatura – serviços incentivam a prática? In: Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. v. 15, n. esp. Melhores trabalhos CBBD. Eixo 11 – IV Fórum de Biblioteconomia Escolar: pesquisa e práticas rumo ao desenvolvimento humano, 2019.
HILAL Sami Hilal. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. Itaú Cultural. Disponível em: Acesso em: 01/08/2020.
ISSUU. Constelações: Hilal Sami Hilal Disponível em: Acesso em: 01/08/2020.
LE GOFF, Jacques. História e memória. 4. ed. Campinas: UNICAMP, 1996.
LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999. Disponível em: Acesso em 27/08/2020.
LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora? novas exigências educacionais e profissão docente. 9. ed. São Paulo, Cortez, 2006. (Coleção: Questões da Nossa Época; v. 67).
LOUISE, Victoria. Internet como suporte criativo. ARTSOUL. Disponível em: Acesso em 20/06/2020.
MULLER, Juliana Costa. Jogos e brincadeiras com o uso das tecnologias móveis na educação infantil: O QUE AS CRIANÇAS TÊM A NOS DIZER? 37ª Reunião Nacional da ANPEd – 04 a 08 de outubro de 2015, UFSC – Florianópolis. Disponível em: Acesso em 12/08/2020.
PEREIRA, Andréia Regina, LOPES, Roseli de Deus. Legal: Ambiente de Autoria para Educação Infantil apoiada em Meios Eletrônicos Interativos. SP: 2005. In. BARBOSA, Gilvana Costa; BORGES, Luzineide Miranda; FERREIRA, Márcia Maria Guimarães de. Tecnologias Digitais: Possibilidades e Desafios na Educação Infantil. ESUD – XV Congresso de Ensino Superior a Distância. Florianópolis, 2014. Disponível em: Acesso em 12/08/2020.
PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Tecnologias contemporâneas e o ensino da Arte. In: BARBOSA, Ana Mae (org.). Inquietações e mudanças no ensino da arte. São Paulo: Cortez, 2003.
PINTO, C. A. S; SILVA, A. C; ANJOS, A. M. As novas tecnologias na formação de professores: um relato de experiência. In: Pinto, Cesar Augusto Sadalla (Org.). A produção do conhecimento no Curso de Educação Física: o desafio de formar professores pesquisadores. Recife: Imprima, 2017. p. 49-59.
PRETTO, Nelson de Lucca; PINTO, Claudio da Costa (Orgs). Tecnologias e novas educações. In: Revista Brasileira de Educação v. 11 n. 31 jan./abr. 2006.
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VITÓRIA. Diretrizes Curriculares da Educação Infantil Temas Infantis de Vitória TIV’S. Vitória, 2017.
SILVA, da Gilmara. Proposta Pedagógica Da Educação Infantil Caderno 1 - Orientação Curricular: A articulação dos saberes e experiências infantis. Gilmara da Silva (org.). Vila Velha, 2012.
SOUZA, Maria Antônia de. Metodologia da Pesquisa em Educação. Ponta Grossa: Ed. UEPG, 2009. 117p. il. Reimpressão 2014.