A Unesco em pesquisas do campo da Educação: discussões a partir do mapeamento da produção

Autores

  • Aldimara Catarina Brito Delabona Boutin Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Simone de Fátima Flach Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.5212/retepe.v.7.20511.008

Resumo

A partir de pesquisa bibliográfica, este texto apresenta mapeamento da produção acadêmica no campo da Educação sobre a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O objetivo é contribuir para a reflexão sobre o perfil quantitativo e a incidência de produções que tomam a Unesco como objeto e fonte de pesquisa. Para tanto, aborda-se a origem da Unesco, com destaque para a relação e a interferência da agência na Educação, especialmente no Brasil. Partindo disso, analisa-se a produção acadêmica a respeito da temática em tela e sistematizam-se dados quantitativos e as temáticas que emergem das teses e das dissertações que tomaram a Unesco como objeto e tema de estudo. Como resultado, indica-se que a maioria das pesquisas adota posicionamento crítico em relação à agência internacional e que há carência de estudos que abordem diretrizes e orientações para o Ensino Fundamental e para o Ensino Médio.

Palavras-chave: Unesco. Estado do conhecimento. Educação. Produção acadêmica.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Aldimara Catarina Brito Delabona Boutin, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa, Paraná, Brasil.

Simone de Fátima Flach, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa, Paraná, Brasil.

Downloads

Publicado

2022-07-20

Como Citar

BOUTIN, A. C. B. D.; FLACH, S. de F. A Unesco em pesquisas do campo da Educação: discussões a partir do mapeamento da produção. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, [S. l.], v. 7, p. 1–20, 2022. DOI: 10.5212/retepe.v.7.20511.008. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/retepe/article/view/20511. Acesso em: 20 ago. 2022.

Edição

Seção

Artículos