O eclipse da pedagogia nos documentos oficiais que orientam a formação do/a pedagogo/a

Conteúdo do artigo principal

Dr.ª Aline Daiane Nunes Mascarenhas
https://orcid.org/0000-0002-7372-5411

Resumo

Este artigo se consubstancia de uma análise crítica para refletir sobre a significação atribuída a Pedagogia nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia (2006) e na Resolução 02/2019 do CNE que estabelece a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (DCN-BNC). A metodologia empregada utilizou como corpus de análise os documentos oficiais que orientam os cursos de Pedagogia no país, a Resolução CNE/CP 01/2006 e a Resolução CNE/CP nº 2/2019. A Pedagogia como um campo epistemológico historicamente não encontra lugar nos documentos oficiais que orientam a formação dos pedagogos/as no país, desse modo, vai se naturalizando no Brasil a lógica da Pedagogia apenas como um curso de licenciatura, apartada da sua dimensão epistemológica.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
MASCARENHAS, A. D. N. O eclipse da pedagogia nos documentos oficiais que orientam a formação do/a pedagogo/a. Olhar de Professor, [S. l.], v. 26, 2023. DOI: 10.5212/OlharProfr.v.26.21416.030. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/21416. Acesso em: 23 jun. 2024.
Seção
Dossiê: O campo teórico da Pedagogia e seus desdobramentos na formação de pedagogos/as
Biografia do Autor

Dr.ª Aline Daiane Nunes Mascarenhas, Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Mestrado e Doutorado em educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Pós Doutorado (andamento) pela Universidade Federal de Goiás. Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia. Docente vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da UFPE. 

Referências

BISSOLLI DA SILVA, C. S. Curso de Pedagogia no Brasil: história e identidade. Campinas: Autores Associados, 2003.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer n. 252/1969. Estudos pedagógicos superiores. Mínimos de conteúdos e duração para o curso de graduação em pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta, Brasília, n. 100, p. 101-179, 1969.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 1 de 15 de maio de 2006. Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Graduação em Pedagogia. Brasília, DF: 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. Acesso em: 20 fev. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 2, de 20 de dezembro de 2019. Brasília-DF, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2019-pdf/135951-r-cp002-19/file Acesso em: 20 fev. 2022.

FRANCO, M. A. R. S. Pedagogia como ciência da educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

FRANCO, M. A. S. (2021). Pedagogia crítica: a radicalidade da dialética dominação-resistência. EVISTA ELETRÔNICA ESQUISEDUCA, 13(31), 726–742.

FRANCO, M. A. S.; LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. G. As dimensões constitutivas da Pedagogia como campo de conhecimento. Revista Educação em foco, Belo Horizonte, ano 14, n. 17, p. 55-78, jul. 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GUIMARÃES, V. S. Professores e sua disposição em relação à profissão: um estudo a partir de docentes em exercício. Revista Educativa, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 261-274, jul./dez. 2007

GIROUX, H. Os professores como intelectuais: Rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

HOUSSAYE, J. Pedagogia: justiça para uma causa perdida? In HOUSSAYE, J. et al (Org). Manifesto a favor dos pedagogos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos: inquietações e buscas. Educar, Curitiba, n. 17, p. 153-176, 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/xrmzBX7LVJRY5pPjFxXQgnS/?format=pdf&lang =pt. Acesso em: 16 jun. 2022.

LIBÂNEO, J. C. Ainda as perguntas: o que é pedagogia, quem é o pedagogo, o que deve ser o curso de pedagogia. In: PIMENTA, S. G (org.). Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MASCARENHAS, A. D. N. Formação de pedagogos e identidade profissional: tensões sobre a diversidade de habilitações profissionais. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

MASCARENHAS, A. D. N. Pedagogia Crítica: por outras bases epistêmicas na ciência da educação. Revista Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v.13, n.31, Especial, p. 801-820, nov. 2021.

MASCARENHAS, A. D. N.; FRANCO, M. A. S. Esvaziamento da Didática e da Pedagogia na (nova) BNCC de Formação Inicial. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 19, n. 3, p. 1014-1035, jul./set. 2021. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/52423/37765. Acesso em: 1 out. 2022.

MONTERO, L. La construcción del conocimiento profesional docente. Rosário, Santa Fé: Homo Sapiens Ediciones. 2001

MOREIRA, J. S.; FRANCO, M. A. S.; MASCARENHAS A. D. N. Formação de pedagogos(as): imprecisões da Base Nacional Comum de Formação de Professores. Revista Eletrônica Científica Ensino Interdisciplinar, Mossoró, v. 8, n. 27, 2022.

MOREIRA, J. da S.; PINTO, U. de A. A (in)visibilidade do debate epistemológico sobre a Pedagogia no interior do próprio curso: um estudo em universidades públicas do estado da Bahia. Revista Eletrônica Pesquiseduca, v.13, n.31, p.775–800, 2021.

MORIN, Edgar. Religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand, 2001.

RUNGE PEÑA, A. K.; MUÑOZ, D. A. G. Pedagogía y praxis (práctica) educativa o educación. de nuevo: una diferencia necesaria. Revista Latinoamericana de Estudios Educativos (Colombia), vol. 8, núm. 2, julio-diciembre, 2012.

PIMENTA, S. G. et. al. Os cursos de licenciatura em pedagogia: fragilidades na formação inicial do professor polivalente. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 43, n. 1, p.15-30, jan./mar. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/s1517-9702201701152815 Acesso em 06/12/2021

PIMENTA, S. G. Pedagogia e pedagogos entre insistências e resistências: entrevista realizada com a Prof.ª Dr.ª S. G. P. In: FRANCO, M. A. S.; MASCARENHAS, A. D. N.; MOREIRA, J. da S. (orgs.). Dossiê temático: Pedagogia: epistemologia, saberes e práticas. Rev. Eletrônica Pesquiseduca, Santos, v.13, n.31, Especial, p. 925-948, nov.2021. Disponível em: https://periodicos.unisantos.br/pesquiseduca/article/view/1180. Acesso em: 7 jan. 2022.

PIMENTA, S. G. Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996

PIMENTA, S. G.; PINTO, U. de A.; SEVERO, J. L. R. de L. A Pedagogia como lócus de formação profissional de educadores(as): desafios epistemológicos e curriculares. Práxis Educativa, [S. l.], v. 15, p. 1–20, 2020. DOI: 10.5212/PraxEduc.v.15.15528.057. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/15528. Acesso em: 18 dez. 2022.

KOWARZIK, S. W. Pedagogia Dialética: de Aristóteles a Paulo Freire. São Paulo: Brasiliense, 1988.

SAVIANI, D. A Pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas, SP: Autores Associados, 2008. (Coleção Memória da Educação).

SEVERO, J. L. R. de L. O trabalho pedagógico na perspectiva de pedagogas/os que atuam na educação não escolar. Acta Scientiarum. Education, v.44, n.1, e48662, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v44i1.48662. Acesso em: 7 jan. 2022.

SEVERO, J. L. R. de L.; PIMENTA, S. G. Formação em pedagogia na América Latina: apontamentos sobre Argentina, Brasil, Colômbia e México. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023033, 2022. DOI: 10.20396/riesup.v9i00.8670012. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8670012. Acesso em: 27 nov. 2022.

SILVA JUNIOR, C. A. Profissão de pedagogo(a) e a escola pública. In: PIMENTA, S. G.; SEVERO, J. L. R. de L. (org.). Pedagogia: teoria, formação, profissão. São Paulo: Cortez, 2021. p. 16-38.

VÁSQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.