O meu traço brinca com o seu: experiências estéticas, interações e desenhos na Educação Infantil

Main Article Content

Gilvânia Maurício Dias Pontes
https://orcid.org/0000-0001-9584-5409
Natália Medeiros de Oliveira
https://orcid.org/0000-0002-2167-8238

Resumo

O artigo trata do projeto Desenho em gestos brincantes que propôs a um grupo de crianças de 3 a 4 anos, em uma escola pública, experiências de desenhar, considerando a dimensão estética e a observação do processo expressivo como organizadores da relação entre crianças e o repertório cultural da arte. Tal projeto é parte de uma pesquisa sobre práticas docentes com as linguagens das artes visuais na Educação Infantil. O recorte tem como objetivo apresentar relações entre abordagens sobre desenho e as práticas pedagógicas. Referencia-se na relação entre o desenho, como gesto pessoal e cultivado, e a mediação do professor, fundamentado por autores como Barbosa (2010), Iavelberg (2006; 2013), Pillar (1996;2012), Dewey (2010), Merleau-Ponty (1999) entre outros. Evidenciou-se que as crianças são protagonistas no desenvolvimento de sua expressão na linguagem do desenho e que os professores podem ser parceiros desse processo.

Metrics

Carregando Métricas ...

Article Details

Como Citar
PONTES, G. M. D. DE; OLIVEIRA, N. M. DE. O meu traço brinca com o seu: experiências estéticas, interações e desenhos na Educação Infantil. Olhar de Professor, v. 24, p. 1-25, 24 jul. 2021.
Seção
Práticas artísticas contemporâneas, crianças e docência: experiências estéticas
Biografia do Autor

Gilvânia Maurício Dias Pontes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Doutora em Educação pela UFRGS. Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, lotada no Núcleo de Educação da Infância, Colégio de Aplicação, vinculado ao Centro de Educação da UFRN. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Arte e Infância (UFRN).

Natália Medeiros de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Graduada em Pedagogia pela Universidade Potiguar (UNP); Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRN.

Referências

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino de Arte: anos 1980 e novos tempos. 7ª ed. rev. São Paulo: Perspectiva, 2010.
BARBOSA, Ana Mae. Tópicos Utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998.
BRASIL, Ministério da Educação. CNE/CEB. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, 2010.
BRASIL, MEC, Base Nacional Comum Curricular – BNCC, versão aprovada pelo CNE, novembro de 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ Acesso em: 04 junho 2020.
DERDIK, Edith. Formas de pensar o desenho. Porto Alegre: Zouk, 2010.
DERDIK, Edith (Org.). Monografia livro Edith Derdik de 1997 a 2017. São Paulo: A edições, 2018.
DERDIK, Edith (Org.). Disegno. Desenho. Desígnio. São Paulo: Senac, 2007.
DEWEY, John. Arte como experiência. Tradução de Vera Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, 2010.
EDWARDS Carolyn, GANDIN Lella; FORMAN George. As Cem Linguagens da Criança: abordagem de Regio Emilia na educação da primeira infância: tradução Deyse Batista. Porto Alegre: Artmed, 1999.
IAVELBERG, Rosa. Desenho na Educação Infantil. São Paulo: Melhoramentos, 2013.
IAVELBERG, Rosa. O desenho cultivado na criança: práticas e formação de educadores. Porto Alegre: Zouk, 2006.
JOBIM E SOUZA, S. Mikhail Bakhtin e as ciências humanas: sobre o ato de pesquisar. In: FREITAS, M. T. A. (Org.). Escola, tecnologias digitais e cinema (p. 35-44). Juiz de Fora/MG: Editora da UFJF.
MCCARTY, Peter. Jeremias desenha um monstro. Tradução de Rosemarie Ziegelmaier. São Paulo: Globinho, 2012.
MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da Percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
PILLAR, Analice Dutra. Desenho e construção do conhecimento na infância. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
PILLAR, Analice Dutra. Desenho e escrita como sistema de representação. Porto Alegre: Penso, 2012.
PILLAR, Analice Dutra. Leitura e releitura. In: PILLAR, Analice Dutra (Org.), A educação do olhar no ensino das artes (p. 7- 17). 8ª ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2014.
POSTHUMA, Sieb. O arame de Alexandre. Tradução de Lucas Simone: São Paulo: Editora 34, 2015.
ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.